Lanche do Avião, que lanche?

Para quem se preocupa com a alimentação, não só em relação aos valores nutricionais, mas também socioculturais e ambientais acredito que não consigam comer os lanchinhos oferecidos na maioria das companhias aéreas do Brasil. Os exemplos de lanches que tenho reparado frequentemente são refrigerantes ou suco de caixinha, sanduiches de queijos e embutidos, barrinhas de cereal, biscoitos doces e bolachas salgadas, nada muito apetitoso (pra mim), quiçá nutritivo.

Recentemente numa ponte-aérea do Rio pra SP, fiquei abismada com a opção de lanche que o avião oferecia e mais intrigada ainda de ver que praticamente o avião inteiro aceitou o lanche de uma forma entusiasmada. Isso me fez pensar se as pessoas sabem o que estão comendo, se querem saber o que estão comendo e se se interessam sobre os impactos da alimentação nas próprias vidas e no mundo? Será que querem?

Querendo ou não, eu me sinto na responsabilidade de alertar sobre o consumo excessivo de alimentos altamente processados que prejudicam a nossa saúde e a nossa vida de diversas maneiras. Uma vez que escolhemos um refrigerante para tomar, excluímos a opção da água (ninguém costuma tomar um refrigerante acompanhado de água), uma vez que escolhemos um biscoito recheado, excluímos a opção da fruta (ninguém costuma comer biscoito recheado acompanhado de fruta) e assim por diante... Por isso esses produtos altamente processados devem ser exceções nas nossas vidas. E tenho quase certeza que a maior parte dos passageiros daquele avião não veem a ponte aérea como uma exceção em suas vidas.

Tirei uma foto do lanche para poder descrevê-lo pra vocês da maneira que o vejo:

1 copo de 200ml do refrigerante tinha: 85 Kcal e 21 gramas de açúcar.

1 pacotinho de 30g da bolacha salgada tinha: 91kcal e 13g de carboidrato (infelizmente eles não colocaram no rótulo a quantidade de açúcar presente no biscoito. Sim, esse biscoito salgado contém açúcar e açúcar invertido).

1 pacotinho de 30g do biscoito doce tinha: 144 kcal e 11 gramas de açúcar.

Não quis contabilizar a quantidade de sódio, nem de gordura e nem de proteína. Quis focar na quantidade absurda de açúcar que um lanchinho desses nos fornece. No total foram 32g de açúcar, 128% do valor diário recomendado pela Organização Mundial de Saúde para o consumo de açúcar. Ou seja, esse lanche por si só já ultrapassa a quantidade de açúcar que poderíamos comer durante 1 dia para manter uma dieta saudavél. Somos uma sociedade viciada em açúcar? Sim. Essa é a causa de muitas doenças crônicas como câncer, obesidade, cárie e diabetes? Sim. Devemos regulamentar o consumo do açúcar e alertar a população sobre o seu abuso? Sim.

Então, não tenham vergonha de andar com uma maçã na bolsa, algumas castanhas, um biscoitinho feito em casa, algumas frutas secas e uma garrafinha de água. Pois além de nos forcener vitaminas e minerais, nos fornece energia vital, sopro de vida!!! A saúde do corpo e do planeta agradecem.